terça-feira, 13 de janeiro de 2015

13 de Março de 2013




Hoje é dia 13 de Março e eu me visto de preto e vermelho... O terceiro nessa estrada, novamente uma quarta. O frio e o cinza parecem ser a marca deste início de ano, estranhamente eles chegaram cedo, apagando o verão. Acabo de chegar em casa depois de um dia comum de trabalho, aquele recado que a vida nos dá. A rotina faz parecer que tudo será sempre igual, porém o mundo não para de mudar, girando lentamente, se movendo no espaço e no tempo. Era ainda 1h da manhã quando conversava com dois melhores amigos, assuntos parecidos com os que falávamos a 7, 8 anos atrás, parecidos, mas não os mesmos. Nós mudamos, entre tropeços e acertos, tentando aprender com nossos erros e tentando melhorar. A vida nos coloca nas mesmas armadilhas com fantasias diferentes, e fica difícil não cairmos nos mesmos erros. Daqui a alguns minutos, mais um dia chegará ao fim, mas não antes de ouvir a voz e saber como foi o dia dela, amiga, companheira. Aquele recado que a vida nos dá, sobre as pequenas rotinas que trazem a felicidade em nossas vidas. Rotina... as vezes ela parece ser uma inimiga, mas é preciso sabedoria para aproveitar essas simetrias que criamos em nossos dias, pois é fato que elas iram mudar. Em nossas memórias tudo é passível de saudade. Hoje meu preto foi talismã o vermelho minha espada, buscando vencer obstáculos, cortando o medo. Neste dia, em outros tempos, grandes guerras foram travadas. Em nome da liberdade, da soberania, da vaidade, para ter o direito de estar certo, em nome do poder. Massacres ocorreram pelas mãos dos homens e pela mão da natureza, levando milhares de vidas. Marcado por nascimentos e mortes de poetas, filósofos, escritores artesãos no pensar do viver e do morrer, um recado que a vida nos dá, será que temos salvação? O 13 alterna o claro e o escuro. Novamente peço aqui, mais "trezes" como esse, em que tento dialogar com as manias que a vida tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário